Roma – Coliseu, Palatino, Fórum Romano, Piazza Veneza, Fontana de Trevi, Pantheon

By  |  3 Comments

Nosso terceiro dia (com o café da manhã excelente do Il Vagamondo), resolvemos conhecer o “feijão com arroz” de Roma, ou seja: Coliseu, Palatino, Fórum Romano, Piazza Veneza, Piazza Navona…. Mas antes de falarmos sobre os pontos turísticos, uma coisa importante: Ao descermos do avião em Ciampino, adquirimos o famoso “Roma Pass”.

Roma Pass

O Passe dá direito a milhares de benefícios, fora todos os transportes por 3 dias. Fonte: Itália Turismo.

O Roma Pass é um passe de trem, ônibus, metrô que permite, além de andar sem dor de cabeça por todo o transporte de Roma, permite também ingresso gratuito em dois museus à sua escolha (os dois primeiros) e dali em diante, permite descontos nas mais diversas atividades culturais em Roma. Quer mais informações? Veja aqui.

Mas vamos lá: com o Roma Pass foi possível programar e flexibilizar nossa visita a Roma da forma que queríamos, resolvemos então começar por toda a área do Coliseu, Palatino, Forum Romano e Piazza Veneza, pois todos são muito próximos e em uma manhã visitam-se praticamente todos esses locais.

Coliseu

O imponente “Colosso” já encanta ao sair da estação de metrô de mesmo nome, pois saímos praticamente na porta. Muitos turistas, sol e a promessa de viajar um pouco no tempo caminhando por suas colunas e salas. Com nosso passe, não precisamos pegar fila e fomos direto para a catraca de entrada e passamos a visitar todo o Coliseu (como já tínhamos lido muito a respeito não precisamos nem de tour guiado nem de “audioguide” – aquele aparelinho para guia o turista em cada ponto ou peça determinada).

Coliseu

Imponente e icônico. O Coliseu é programa imperdível e uma viagem pela história de Roma.

No segundo pavimento, já dá para ter uma idéia da dimensão do lugar. Inteligemente elaborado com diversas saídas e escadas, facilitando entrar e sair dele. Mais impressionante da época: um ingresso gratuito era distribuidos para ser utilizado por cada habitante da Roma antiga aos domingos. Viva o pão e circo! A estrutura do Coliseu era tão complexa, que em seus anos iniciais, o campo podia ser inundado com água e até batalhas navais foram encenadas ali.

Coliseu

Em seu interior, apenas parte da arena original está restaurada, o restante mostra os calabouços onde ficavam animais, condenados e gladiadores.

Seu último espetáculo foi por volta do ano 635 a.C. Até aquele ano, a programação era composta de exibição de animais exóticos, com montagem de um cenário específico ao que ele foi capturado e caça e morte desses animais para o público. Em seguida, vinha os adbestias, execuções de condenados por diversos tipos de felinos, ursos e outros animais. Nos intervalos, malabarismos e mágicos para entreter o público.

Fósseis do Coliseu

Durante escavações dos níveis abaixo da arena foram encontradas ossadas de diversos animais selvagens, como esse urso.

O grande e último evento do dia eram as lutas de gladiadores ou munera. Compostos por escravos, prisioneiros de guerra e até homens livres procurando fortuna e fama. Normalmente durante essas lutas, nas tardes de espetáculo, é que terminavam com o perdão ou não do imperador. Geralmente no início os gladiadores lutavam vestidos como os inimigos de Roma, mas ao longo do tempo cada gladiador compunha sua própria armadura.

Coliseu

Se divertindo um pouco com as fotos panorâmicas! rs. Uma idéia melhor da arena onde ocorriam as muneras!

É possível visitar diversos níveis dentro do Coliseu, no terceiro andar há sempre uma exposição temporária e, dessa vez, era uma exposição sobre a invenção e o aprimoramento da escrita. Muito interessante, ali descobrimos que os Romanos aprimoraram a escrita adicionando pontuação e espaços entre as palavras (!!!). Para quem vai visitar, nunca deixe de checar essa exposição. O último e mais alto andar do Coliseu é permitido somente através de visita guiada. Para as garotas, quem quer dar uma olhada na reportagem especial sobre o look da Alê neste dia, visite aqui!

Palatino e Fórum Romano

Uma parada para reabastecer as energias e fomos ao Palatino e Fórum Romano, com uma entrada é possível visitar os dois. Quanto ao Palatino, ainda maior e mais espetacular que o Coliseu, é possível visitar todas as salas, catacumbas, e corredores deste que um dia foi a residência de diversos imperadores em Roma.

Palatino

Local do Palatino onde eram treinados cavalos e após alguns anos, se tornou um importante jardim de descanso dos imperadores.

O mais interessante da visita é um local, ao fundo do Palatino, onde escavações recentes encontraram o que foi o primeiro vilarejo de Roma, e onde estabeleceu-se Rômulo, aqui deixo para os especialistas neste assunto discutirem.

Palatino

A cada porta e a cada ponte, um cômodo novo e uma história.

O local indicado como Forum Romano é na verdade uma grande parte de Roma antiga próxima ao Palatino, dali, diversas lojas antigas, palácios, casas contemplavam o Palatino no topo da colina e caminhando por suas ruas, é possível voltar no tempo e imaginar tudo funcionando. Algumas das ruínas possuem igrejas construídas em seu interior, e, antigamente, foi uma forma que a igreja católica encontrou de proteger diversos desses locais de saques e roubo de material.

Fórum Romano

A parte central de Roma antiga, formada por diversos templos e ruas. Uma viagem no tempo.

Piazza Veneza e Avenida del Corso

Subindo pela avenida principal do Forum Romano, chegamos ao Forum de Alexandre e dali já é possível ver a piazza Veneza, uma linda praça em mármore branco, com estátuas de cavalos negros e um museu dos diversos conflitos em que a Itália se envolveu ao longo dos séculos. A entrada na praça é controlada, mas gratuita, e só não se pode sentar em suas escadarias, mas fotos, à vontade. É nessa praça que os Italianos se reúnem para assistir a grandes eventos em Veneza, como os jogos da seleção italiana na Copa do mundo de 2014.

Piazza Veneza

Como tudo em Roma a praça é bem imponente com seu mármore branco e escadarias. Lá em cima, um museu sobre todas as guerras.

De frente para a praça, há uma extensa avenida chamada Corso, para as mulheres, há diversas lojas de grifes famosas e muito que experimentar e conhecer, mas isso deixo a cargo da Alê escrever a respeito…rs.

Almoço…

No entorno da praça Veneza, há diversos restaurantes deliciosos e boas cantinas, acabamos por escolher uma que eu já havia visto, em 2007, e me lembrava de ser muito bem atendido: a Trattoria dal 1899. É incrível como, 7 anos depois, a cantina, o atendimento e a comida continuam excelentes. (para quem estava andando no calor e por ruínas desde as 10 da manhã). Vinho, muita massa, bebidas, pausa na sombra, Keep Walking…rs.

Trattoria dal 1899

Simpática, simples e rápida, excelente escolha para parar de caminhar e almoçar!

Trattoria dal 1899

Seleção de massas e vinho sugerido pela casa! Nhoque e espaguete!

Fontana de Trevi e desapontamento…

Caminhando por tudo, resolvemos continuar e ir até a Fontana de Trevi e veio nosso desapontamento da viagem e algo comum em toda a Europa, o principal monumento de homenagem a Poseidon, deus da água, está em obras de restauração. Ainda, o interessante é que diversas pessoas são pedidas em casamento ali na beirada da fonte, tornando o lugar ainda mais pitoresco. Muitas pessoas também arremessam moedas na fonte fazendo desejos. Ao chegar ali, descobrimos que a fonte está parada há 2 anos (!!!). Qualquer semelhança com nossas obras no Brasil…

Fontana de Trevi

Boooo….Desativada por dois anos para reformas, a Europa tem dessas coisas.

…desapontamento superado!

A Alê, fanzassa do filme “Comer, Rezar, Amar” (recomendamos assistir, veja informações sobre o filme aqui) sabia direitinho todos os lugares utilizados em Roma para o filme, e achou a sorveteria “San Crispino”. Desapontamento da Fontana de Trevi superado com muito sorvete de Pistache, Suspiro, Chocolate, Limão, Frutas vermelhas…hehehehe. Realmente foi o melhor sorvete que tomamos em Roma.

Gelateria San Crispino! Excelente forma de afogar as mágoas da fontana. Ela aparece no filme "Comer, Rezar, Amar"...prove o pistache!

Gelateria San Crispino! Excelente forma de afogar as mágoas da fontana. Ela aparece no filme “Comer, Rezar, Amar”…prove o pistache!

San Crispino Gelateria

Com preço bom e generosa, a sorveteria vale a passada, os atendentes são um barato!

Pantheon

Dali, com um mapa de Roma na mão, resolvemos caminhar e visitar o Pantheon, importante local de reunião durante a Roma antiga, o Pantheon foi quase totalmente destruído em 3 grandes incêndios que dizimaram parte de Roma ao longo da história.

Pantheon

Antigo templo a todos deuses greco-romanos, converteu-se em um templo cristão.

Tanto que seu formato hoje é arredondado pois foi uma forma encontrada de prevenir que este pegasse fogo em caso de outro incêndio de grandes proporções na cidade. Também hoje foi transformado em local de orações da igreja católica. Vale pela imponência e história, e pelo rapaz com uma guitarra tocando “Shine on your crazy Diamond” (Pink Floyd) do lado de fora. Mais andança….rs.

Piazza Navona

Piazza Navona, outra icônica praça Veneza, ali perto, situa-se um importante restaurante italiano que aparece no filme “Comer, Rezar e Amar”. A protagonista (interpretada por Julia Roberts) faz um imenso pedido em italiano de deixar água na boca em qualquer um.

Piazza Navona

Animada e sempre cheia (mesmo com chuva) a praça vale pelas fontes a Poseidon, bares e lojas. Há muitos hotéis de alto padrão ali também!

O nome do restaurante é Santa Lucia e só aceita reservas, passamos e deixamos nosso nome para um espetacular jantar no último dia. Fique ligado no Blog para ver o nosso Post especial, em breve, sobre este restaurante! Ali perto também está a casa utilizada em Roma pela protagonista do filme. Tudo, obviamente, encontrado pela Alê…rs.

Exaustos, pegamos um ônibus com o nosso passe, de volta pro Hotel, capotamos para juntar energias e encarar o dia seguinte!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Comentários

Piloto, maridão da Alessandra Soncela. De vez em quando mete o bedelho e escreve alguma coisa sobre gastronomia e viagens! Afinal dividir nossas experiências com nossos visitantes é divertido!

3 Comentários

  1. luiz.soncela@hotmail.com'

    Luiz Soncela

    13 de julho de 2014 em 18:05

    Excelente aula de história…

  2. pedro.pereira@selectitaly.com.br'

    Pedro Pereira

    5 de janeiro de 2015 em 18:20

    Aula de história com boas dicas e fotos 😉

    Bom ano de 2015!

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>